post-image

Atelier “Aguardentes vinícolas: arte, ciência e técnica em harmonia”

com Goreti Botelho


A produção de aguardentes vinícolas de qualidade em Portugal tem um passado bem enraizado e um presente baseado na arte, na experiência transmitida entre gerações, bem como na ciência e na técnica. A actividade que a Escola Superior Agrária de Coimbra vai desenvolver pretende demonstrar de uma forma simples e práctica como se produz aguardente e quais os aspectos mais relevantes sobre a sua qualidade sensorial.

Escola Superior Agrária de Coimbra (Adega Pedagógica)
Sábado 10h30-12h30
Lotação limitada (máximo 30 pessoas)
Inscrições: 918431155 | 962610050

A actividade que a Escola Superior Agrária de Coimbra vai desenvolver pretende demonstrar de uma forma simples e práctica como se produz aguardente e quais os aspectos mais relevantes sobre a sua qualidade sensorial. A sessão será dividida em três momentos: uma primeira parte com breve introdução teórica sobre os tipos de aguardente vinícola, as suas características principais, descrição sobre destilação e, finalmente, aspectos a considerar na prova organolética de aguardente. Na segunda parte, haverá a oportunidade de se acompanhar a produção de aguardente bagaceira, com prova das fracções de destilado obtidas, para comparação das diferenças. Finalmente, na terceira parte da actividade, será realizada uma sessão de prova organolética informal de aguardentes vinícolas.

Será ainda realizada uma visita à loja da ESAC onde poderão ser adquiridos vários produtos, alguns dos quais biológicos, produzidos localmente, nomeadamente vinhos, azeite, lacticínios, frutas e legumes.

Goreti Botelho é Professora Adjunta no Departamento de Ciência e Tecnologia Alimentar, na Escola Superior Agrária de Coimbra, Instituto Politécnico de Coimbra (ESAC-IPC).

É licenciada em Enologia pela UTAD (Vila Real) desde 2000, tem doutoramento na área científica das Ciências Agrárias – Ciência Alimentar desde 2008 (UTAD, Vila Real) e é licenciada em Ciências da Nutrição desde 2015 (ISEIT, Viseu). É membro investigador integrado do grupo de investigação “CEA” – Ciência e Engenharia Alimentar pertencente à Unidade I&D “CERNAS” – Centro de Estudos de Recursos Naturais, Ambiente e Sociedade, sedeado na Escola Superior Agrária de Coimbra, financiado por projectos através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia. Tem participado em projetos de I&D nas áreas de inovação e da tecnologia de produção de aguardente de medronho (Arbutus unedo L.) e actualmente participa num projecto sobre produção de vinho espumante biológico com baixo teor de sulfuroso. É co-autora de 5 capítulos de livros de edição internacional, co-autora de 3 livros de edição nacional e co-autora de cerca de 20 artigos publicados em revistas científicas internacionais indexadas. Participa regularmente como oradora em encontros técnicos e científicos nacionais e internacionais.

Regressar